Zamioculca preta: uma planta suculenta rara e muito desejada

Você já deve ter visto uma Zamioculca em algum momento. É uma planta muito usada como ornamental, fácil de cuidar e é a queridinha de muitas pessoas. A planta que você vai conhecer agora também é uma Zamioculca, mas é outra variedade. Inclusive, é rara! Essa planta é conhecida como Zamioculca Black Queen ou Zamioculca Raven ou simplesmente Zamioculca preta.

À medida que suas folhas vão envelhecendo e a planta vai crescendo, ela vai ficando completamente escura. E um detalhe importante, quanto menos claridade essa planta receber, mais escura ela fica.

Dois pigmentos são responsáveis por essa cor. As antocianinas e a clorofila B. As clorofilas inclusive, são os pigmentos responsáveis por captar a luz e transformá-la em energia para a planta, em um processo chamado fotossíntese.

Você deve estar se perguntando: se é uma planta rara, deve ser difícil de cuidar, não é mesmo? Muito pelo contrario. Não tem segredo para cuidar dessa planta. Inclusive, os cuidados com a zamioculca preta são os mesmos para a zamioculca verde.

As zamioculcas são nativas da Tanzânia, na África, ou seja, lugar quente, com muitas florestas densas e regiões rochosas. É uma planta que cresceu protegida pelas florestas e pelas rochas, por isso ela é tão bem adaptada a lugares sombreados. É uma planta que gosta de ficar protegida do sol, de luz muito forte, das correntes de vento e do frio, principalmente temperaturas menores que 10 graus. Esses cuidados terá na hora de encontrar o lugar ideal para a zamioculca ficar. Depois que você encontrar esse lugar, não tem mais que se preocupar com ela.

É uma das plantas mais fáceis de cuidar. Tanto a verdinha quanto a Raven. Os dois principais motivos que fazem as zamioculcas morrerem são incidência de muita luz e água demais. É a planta perfeita para quem esquece de regar ou para quem viaja muito. Sabe por quê? A zamioculca tem várias batatinhas, chamadas de rizomas. O rizoma é um caule subterrâneo. E é nesse rizoma que ela armazena água. Isso mesmo, a zamioculca tem a capacidade de armazenar água, ou seja, ela é uma planta suculenta.

Essa planta não precisa ser regada frequentemente porque ela consegue armazenar água. Se você mora em uma região muito quente, seca, então você pode molhar sua zamioculca a cada 15 dias aproximadamente. Se as temperaturas estiverem mais amenas, o clima estiver úmido, ou quando chegar o outono e o inverno, aí você pode espaçar ainda mais a rega e molhar sua zamioculca a cada 6 semanas aproximadamente.

O segundo motivo que mais faz as pessoas perderem zamioculcas é a incidência de sol. Ela não precisa tomar sol. Ela não gosta de tomar sol, mesmo aquele sol da manhã. No caso da zamioculca verde, as folhas tem uma tonalidade bem forte e chegam a brilhar. Geralmente (sempre há exceções) plantas que tem as folhas assim, são plantas de sombra. Elas são muito eficientes em captar o pouco de luz que recebem e transformar em energia na fotossíntese.

E o mesmo acontece para a zamioculca preta. Quanto menos luz ela recebe, mais escura e mais bonita ela vai ficar.

E qual vaso devo escolher para a zamioculca preta? Dê preferência para vasos porosos ou que tenham furos no fundo. Os furos são imprescindíveis porque garantem uma boa drenagem do substrato. Já o substrato pode ser aquele típico para suculentas. Outra sugetão é usar uma mistura de terra adubada para jardim e areia de construção, na mesma proporção.

Não precisa se preocupar em adubar a zamioculca, ela não é exigente com isso. Se você fizer muita questão de adubar, pode fazer isso a cada 2 ou 3 meses e usar adubo líquido NPK 10-10-10.

 

 

A única atenção que se deve ter com essa planta é porque ela é da família Araceae, ela é parente dos antúrios, da comigo-ninguém-pode, do copo-de-leite. Então, se você cortar essa planta, na hora de fazer mudas, por exemplo, o contato com a nossa pele e com as mucosas pode causar irritação. Cuidado redobrado se você tem crianças e animais de estimação.

E por falar em fazer muda, é muito fácil também. Tem 3 maneiras de fazer mudas de zamioculcas. A primeira delas é através das batatinhas, dos rizomas que estão embaixo da terra. Você retira a planta, separa os galhos e replanta essas batatinhas. Cada batatinha vai dar origem a uma nova planta. Em 2 meses aproximadamente ela já estará brotando.

Outra maneira de fazer mudas, é através das folhas. Basta cortar uma folha, rente ao solo e replantar. Esse processo demora um pouco mais para brotar, mas funciona.

E por ultimo, é possível fazer mudas através dos folíolos. Basta replantar os folíolos que depois de alguns meses surgirá uma nova planta. Esse é o processo que mais demora. Pode levar mais de 6 meses.

 

 

 

 

 

 

2 thoughts on “Zamioculca preta: uma planta suculenta rara e muito desejada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *