Conheça a FRUTA DO MILAGRE

A fruta do milagre (Synsepalum dulcificum) é nativa da África e é bem conhecida nos Estados Unidos e na Europa, mas por aqui ainda é novidade e cultivada praticamente por colecionadores.

Ela tem esse nome porque a sua polpa é rica em uma molécula chamada Miraculina. Quando a miraculina entra em contato com as papilas gustativas da nossa língua, inibe a nossa capacidade de perceber a acidez e o sabor amargo dos alimentos.

Ou seja, depois de comer a fruta do milagre, se você comer algum alimento muito ácido ou azedo, ele fica extremamente agradável ao paladar. Esse efeito só funciona quando a polpa da fruta é colocada na boca e entra em contato com as nossas papilas, não adianta acrescentar a fruta em sucos e outros produtos para sentir o efeito.

Polpa rica em miraculina

Além disso, o efeito é imediato e pode durar até duas horas. Frutas ácidas, como limão, maracujá e abacaxi, por exemplo, ficam mais doces e o sabor fica mais pronunciado. E bebidas com acidez, como cerveja, vinho, cachaça e sucos também ficam adocicados.

Além de transformar os sabores, essa frutinha é rica em propriedades anti-inflamatórias, anticancerígenas e antioxidantes. Em doses moderadas, ela previne o envelhecimento precoce e fortalece o sistema imunológico.

Pode ser consumida in natura ou como sucos, compotas, mousse e cremes. Mas nada de exagerar, viu?! Porque se consumida em excesso ela pode provocar aftas e irritação do estômago.

A fruta do milagre é super fácil de ser cultivada. É uma planta que tem o crescimento relativamente lento, inclusive, ela não cresce muito. Tem em média 1 metro de altura, mas com 20 a 30 cm de altura ela já produz frutos.

É uma planta de clima quente, tolera bem a umidade e o calor. Gosta de sol pleno ou meia-sombra e a irrigação deve ser frequente principalmente na fase de pegamento da muda e na época de frutificação. A propagação é feita por sementes.

Para conhecer mais sobre a fruta do milagre, confira o vídeo abaixo:

4 thoughts on “Conheça a FRUTA DO MILAGRE

    1. Olá, Teresa!
      Essa planta pode ser adquirida em floriculturas ou viveiros. As frutinhas podem ser encontradas em feiras e mercados centrais, onde é comum encontrar frutas pouco conhecidas ou exóticas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *