Tanchagem: Uma planta medicinal poderosa

A tanchagem, que também é chamada de transagem ou de tansagem em algumas regiões, pode ser encontrada em qualquer lugar, nasce espontaneamente nos jardins, terrenos baldios, calçadas, beiras de estrada e até nos vasos e jardineiras.  

Várias espécies de plantas são conhecidas como tanchagem e utilizadas como medicinais e também como plantas comestíveis. Aqui no Brasil, são 4 as espécies que mais ocorrem: a Plantago major, que é nativa da Europa, mas é muito comum aqui e também Plantago lanceolata, a Plantago ovata e a Plantago tomentosa.

Na Europa, essa planta é conhecida como a planta medicinal mais medicinal que existe, graças aos vários benefícios que ela oferece.

A espécie Plantago major é a mais utilizada no Brasil. Uma característica muito marcante dela e que ajuda na sua identificação são as 7 nervuras que ela possui nas folhas. Por isso, muita gente a conhece como a planta das 7 veias. 

Fonte: blog.plantei.com.br

A tanchagem é uma planta perene e de pequeno porte, podendo atingir até 30 cm de altura. Não possui caule; as folhas são largas e surgem em torno de um único eixo ao nível do solo, formando um tufo circular. 

As flores podem ser brancas ou marrom-esverdeadas e surgem em espigas entre as folhas. Cada planta produz aproximadamente 14 mil sementes, muito pequenas, que são facilmente espalhadas por pássaros e pelo vento e por isso, essa planta também é considerada uma importante planta daninha quando está presente nos cultivos agrícolas. 

Os benefícios da tanchagem são incontáveis.  É uma planta rica em cálcio, potássio, mucilagem e tanino, que conferem à ela ação depurativa, diurética, bactericida e anti-inflamatória. Tem ação cicatrizante, sendo usada no tratamento de cortes e feridas.

Tem também propriedades antimicrobianas e analgésicas – o princípio ativo responsável pela maior parte dessas funções é a aucubina. Isso sem contar suas propriedades desintoxicantes e expectorantes.

A tanchagem também é usada para regular o funcionamento intestinal. E ai vai uma curiosidade: Aposto que tem muita gente aí comprando Psyllium sem saber que se trata de tanchagem. Pois é, Psyllium são as sementes de uma das espécies de tanchagem, a Plantago ovata, muito usada na regulação do intestino.

Além de todos esses benefícios, o que muita gente não sabe é que a tanchagem não é usada somente na forma de chá e como planta medicinal. Ela também é uma Planta Alimentícia Não Convencional, uma PANC, que possui sabor suave e refrescante e é usada no preparo de refogados, recheios de omeletes, bolinhos, pastéis, saladas e muitas outras receitas. 

Pode ser usada tanto na forma fresca quanto seca. As folhas jovens são mais suaves ao paladar e são usadas tanto cruas como cozidas, assim como as flores e sementes. Já as folhas mais velhas são mais ricas em alguns fitoquímicos e ficam melhores cozidas em sopas e refogados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *